mapa do site versão em inglês versão em português

Barriga/Abdômen


Abdominoplastia

De acordo com Dr. André Hazan especialista em cirurgia plástica com clínica em Copacabana, Rio de Janeiro, há dois tipos de Abdominoplastia. A abdominoplastia completa, também chamada de full, e a mini abdominoplastia. Da mesma forma em que é preciso indicação para abdominoplastia, é preciso que haja uma indicação específica para fazer a completa ou apenas a mini abdominoplastia, segundo Dr. Hazan.

Os principais critérios utilizados para se realizar uma Abdominoplastia segundo Dr. Hazan, costumam ser a flacidez e elasticidade da pele, a flacidez e o grau de abaulamento da parede muscular, além da própria quantidade de gordura. Dr. André Hazan especialista em cirurgia plástica explica que essa flacidez cutânea pode ser identificada como o excesso que aparece quando a pessoa senta ou até por rugas, depressões ou irregularidades em geral, que tornem-se visíveis quando a pessoa está sentada.

Normalmente diz Dr. Hazan, a indicação para a mini Abdominoplastia é dada quando há uma espécie de ninho de pele e um abaulamento da parede muscular. Nesse caso, a mini Abdominoplastia vem para fazer um pequeno corte, uma pequena plicatura muscular.

Caso haja uma grande quantidade de flacidez cutânea, rugas ou celulite na barriga, é preciso fazer uma incisão mais extensa, o que implica em um melhor acabamento.

As pacientes mais jovens costumam ter indicação para a mini-abdominoplastia, às vezes combinada com uma Lipoaspiração. Dr. André Hazan diz que as pacientes em torno dos 40 anos, que já tiveram filhos, normalmente têm indicação para a Abdominoplastia completa.

O tempo de hospitalização da Abdominoplastia varia entre 1 ou 2 noites, dependendo da Abdominoplastia mini ou completa. Um dreno será colocado no paciente, e este poderá permanecer por 2 ou até 5 dias após o procedimento. O uso do dreno se faz essencial devido ao fato de reduzir em quase 100% a incidência de seromas, o acúmulo de líquido dentro da barriga durante o pós-operatório.

Deve-se utilizar uma cinta pós-operatória da cirurgia de Abdominoplastia de leve a média compressão, durante perído variável de 1 a 2 meses e meio.

Em torno de 15 dias após a Abdominoplastia, o paciente já pode sair normalmente de casa, a única restrição é evitar esticar totalmente o quadril, permanecendo levemente curvado/fletido/dobrado. Para retomar normais e o trabalho, o paciente deve aguardar entre 20 e 30 dias, dentro de uma evolução favorável.

Plástica de Umbigo

Dr. André Hazan diz que a plástica de umbigo, também conhecida como Onfaloplastia, pode ser feita por diversos motivos. Na maioria dos casos, ela vem associada à Abdominoplastia, quando o umbigo é refeito após o remodelamento do abdômen e a cicatriz é escondida dentro dele. Outras razões para a realização da Onfaloplastia podem ser retoques ou até a reconstrução total do umbigo.

Os casos de reconstrução são geralmente feitos quando alguma cirurgia, previamente realizada, ocasiona em uma infecção grave em volta do umbigo, também em caso de pacientes pós-bariátricos, onde é muitas vezes necessário que um novo umbigo seja feito ou até mesmo, associadas a hérnias umbilicais.

As possibilidades de anestesia em abdominoplastia são anestesia geral ou sedação assistida (paciente monitorado e sedado com acompanhamento do anestesista) associada à peridural. A escolha é do anestesista, apesar de considerar a anestesia geral a mais segura de todas, principalmente após o desenvolvimento de aparelhos para monitorar pacientes e de drogas anestésicas mais eficientes e com menos inconvenientes e efeitos colaterais.

 



O que deseja fazer agora?

usabilidadeProcedimentos

usabilidadeVer as fotos da Clínica

usabilidadeEntrar em contato com a Dr.André Hazan?



Doutor André Hazan Dicas do Dr. Hazan

Embora sempre haja algum tipo de comparação, é importante que o paciente faça a cirurgia para ele, e não para os outros.
leia mais
Doutor André Hazan Dicas do Dr. Hazan

A realização dos exames e o esclarecimento de todas as dúvidas são práticas essenciais antes da cirurgia.
leia mais